Turgalicia Turismo de Galicia

Xunta de Galicia
Início > Viva estas… experiências > Bosques da Galiza > Experiências... > Acrescentar a "A Minha viagem"

Bosques de Galicia

Ribeira Sacra

É fácil entender por que motivo centenas de monges e eremitas escolheram os bosques da Ribeira Sacra para erguer os seus mosteiros: solidão, calma, silêncio, natureza, verdes e ocres, vinhas, águas tranquilas…

Parece o lugar ideal para fugir do ruído do mundo, para descontrair, para reencontrar-nos connosco próprios e com a natureza. Os monges já sabiam disso e agora é a sua vez de descobrir este paraíso.

Para o efeito, propomos três rotas que permitem desfrutar do património natural e cultural da Ribeira Sacra através dos seus três bosques mais apreciados: o bosque beneditino de Santa Cristina de Ribas de Sil (Parada de Sil), o bosque de Santo Estêvão de Ribas de Sil (Nogueira de Ramuín) e o Bidueiral de Montederramo (Montederramo), que alberga um dos bosques de bétulas mais bem conservados da Galiza.

Através dos Bosques da Ribeira Sacra, estaremos debruçados sobre garganta do rio Sil ao longo dos seus últimos quilómetros, até à desembocadura do grande rio da Galiza, o rio Minho; ficará surpreendido com as paisagens de terraços para o cultivo das videiras (recorde-se que estamos nas terras do vinho com Denominação de Origem Ribeira Sacra), enquanto descobre como convivem os carvalhos e os castanheiros com os sobreiros e medronheiros, muito pouco habituais na Galiza.

Um último conselho! Se desejar aproximar-se à Ribeira Sacra para percorrer estes bosques, não deixe de descobrir o seu Património Oculto, através da experiência "Ribeira Sacra: entre vinhedos e mosteiros".

Sto. Estêvão de Ribas de Sil

O bosque que reza

O rio Sil corre no fundo de um profundo vale, resguardado por um bosque de ribeira onde a vegetação mediterrânica convive com os filhos naturais das fragas galegas. Mais acima, as ruínas da ermida de San Xoán oferecem um enclave de generosas panorâmicas. Ainda mais acima, emerge a figura do mosteiro, insinuando-se por entre carvalhos e castanheiros. O antigo mosteiro de Santo Estêvão de Ribas de Sil é hoje um acolhedor alojamento turístico da rede de Paradores de Espanha. Brilhantemente restaurado, os quartos são as antigas celas dos monges.

Abrigado pelo espesso bosque, o mosteiro sussurra os seus segredos à ermida de San Xoán. Escute em silêncio aquilo que dizem. Por vezes ouvem-se aqui palavras e rezas.

Ampliar
  • Garganta do rio Sil

  • Garganta do rio Sil

  • Ponte em Os Peares

  • Rio Sil perto de Os Peares

  • Mosteiro de Santo Estêvão de Ribas de Sil

  • Perfil da rota

  • Mapa da rota

Rota de Santo Estêvão de Ribas de Sil
Ponto inicialTipo de rotaKmDuração estimadaDificuldade em progressãoDificuldade em orientação
Os Peares (A Peroxa)Circular73 h.MédiaMédia
PERFIL: Caminhantes ocasionais

A rota que propomos nesta ocasião é circular, podendo ser iniciada e terminada em qualquer dos pontos por onde passa. Recomendamos tomar como ponto de partida a estrada que vai de Os Peares à central hidráulica de São Pedro e que sobe depois o rio Sil. Começa com um percurso de 6 km, ainda em carro, até encontrar um pequeno estacionamento e os painéis informativos da rota.

Para recuperar o fôlego, procure as ruínas da ermida de San Xoán e aproveite para apreciar a paisagem em redor.

O nosso caminho começa junto ao rio, mas não se assuste com a encosta fortemente inclinada que nos dá as boas-vindas a esta rota! O trilho sobe de forma abrupta, sendo por isso necessário responder com calma; o esforço acaba rapidamente e, em pouco tempo teremos recompensas muito agradáveis.

Abandona-se agora a ermida, atravessando um assombroso bosque que combina belas vistas com uma grande variedade de árvores e vegetação.

Encontrará o mosteiro de Santo Estêvão de Ribas de Sil a meio caminho da rota proposta. Ao início, será uma vista oculta pelas árvores, de formas muito sugestivas. À medida que se aproximar, as formas ficarão mais claras. Ao chegar ao Parador, aproveite para se refrescar num ambiente histórico e artístico muito reconfortante.

Depois de descobrir os recantos de Santo Estêvão, pode continuar a sua experiência na parte alta do mosteiro, subindo pelas escadas que se encontram em frente à entrada principal. Próximo deste ponto, uma derivação do caminho permite descobrir o funcionamento dos sequeiros, as construções tradicionais utilizadas para secar as castanhas e facilitar a sua conservação. É um desvio curto e ameno. Vale bem a pena!

Documentos relacionados...

Partilhe-me em...

A minha viagem

A miña viaxe

Preparando a viagem...

Armazene toda a informação necessária para organizar a sua viagem: museus, monumentos, locais de interesse, alojamentos, restaurantes...

Depois de o fazer, poderá ver o plano do seu itinerário, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS

Durante a viagem...

Já está a usufruir da Galiza. Aqui poderá consultar o plano da sua rota, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS. Se dispuser de um telemóvel com GPS, poderá ver a sua localização no mapa.

Despois da viagem

Agora que regressou, poderá anotar o que lhe pareceu aquilo que visitou e, também, marcar aquilo que não pôde ver, para não se esquecer da próxima!

Entrar
Xunta de Galicia Turismo de Galicia

© 2013 Turismo de Galicia | Todos os direitos reservados
Política de privacidade | Contacto | Accesibilidade

Acima