Turgalicia Turismo de Galicia

Xunta de Galicia
Início > Viva estas… experiências > Rotas turísticas > Ruta do Baixo Miño > Acrescentar a "A Minha viagem"

Rota de O Baixo Miño...

Descrição

O Baixo Miño deve o seu nome, paisagem e personalidade à presença do rio Minho, o curso fluvial mais importante na Galiza. Esta zona, situada no extremo sudoeste da província de Pontevedra, une harmoniosamente três tipos de paisagem: litoral, monte e rio

Ampliar

A costa desta zona combina belas praias com pontos agrestes, como o Cabo Silleiro.

Do cimo do Monte de Santa Tegra o visitante pode acompanhar a linha da costa com o olhar, começando a norte, com a Ria de Vigo e as Ilhas Cíes, e terminando depois da foz do Minho, já em Portugal, na direção sul. O monte Aloia, é talvez o ponto mais importante do Baixo Miño do ponto de vista ambiental, embora não se deva diminuir a relevância do estuário do rio Minho e das Gândaras de Budiño, para citar apenas dois exemplos. As suas ladeiras abrigam diversas espécies animais e vegetais, num ambiente bem cuidado e pensado para oferecer ao visitante tudo aquilo que necessita. O Monte de Santa Tegra e o Aloia, ambos estrategicamente situados, são também miradouros naturais de exceção, que permitem desfrutar de fantásticas vistas sobre estas terras em todas as direções.

O rio Minho limita a fronteira sul desta comarca, sendo também o seu elemento central.

Na última fase do seu curso, o rio Minho deixa para trás as terras interiores da Galiza para adotar um ritmo mais pausado, como preparando-se para se unir amorosamente ao oceano Atlântico. O seu leito, linha de fronteira entre a Galiza e Portugal, é transposto por várias pontes, modernas e antigas, que unem as localidades de ambos os países.

O Baixo Miño alberga um variado catálogo arquitetónico de todas as épocas. No já mencionado Monte de Santa Tegra encontra-se um dos castros mais importantes da Galiza. Embora a povoação tenha uma antiguidade superior a 2000 anos, pensa-se que esta zona já era habitada há cerca de 8000 anos. Falando de épocas mais recentes, praticamente cada aldeia do Baixo Miño conta com uma igreja relevante, geralmente de arquitetura românica. A cidade de Tui é uma joia cultural, repleta de obras excecionais das quais se destaca a catedral de Santa Maria. Outras localidades que merecem a atenção do visitante são Baiona, Tomiño e A Guarda, cada uma por motivos próprios e diversos.

Em Oia podemos visitar o mosteiro, fonte de progresso material e espiritual para a comarca ao longo dos séculos. Às comunidades conventuais que o ocuparam devem-se, por exemplo, os moinhos de O Folón e O Picón. Os monges de Oia também se dedicaram ao cultivo da videira no vale de O Rosal. Devido à dedicação, às boas condições naturais e, nos últimos anos, à tecnologia utilizada com sabedoria, os vinhos de O Rosal atingem hoje em dia um excelente nível de qualidade, dentro da D. O. Rías Baixas. São o complemento perfeito para a oferta gastronómica da zona, na qual não faltam todo o tipo de produtos do mar, carnes e sobremesas variadas.

Partilhe-me em...

A minha viagem

A miña viaxe

Preparando a viagem...

Armazene toda a informação necessária para organizar a sua viagem: museus, monumentos, locais de interesse, alojamentos, restaurantes...

Depois de o fazer, poderá ver o plano do seu itinerário, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS

Durante a viagem...

Já está a usufruir da Galiza. Aqui poderá consultar o plano da sua rota, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS. Se dispuser de um telemóvel com GPS, poderá ver a sua localização no mapa.

Despois da viagem

Agora que regressou, poderá anotar o que lhe pareceu aquilo que visitou e, também, marcar aquilo que não pôde ver, para não se esquecer da próxima!

Entrar
Xunta de Galicia Turismo de Galicia

© 2013 Turismo de Galicia | Todos os direitos reservados
Política de privacidade | Contacto | Accesibilidade

Acima