Bono Iacobus

O denominado Caminho Inglês é uma das rotas marítimas jacobeias que se utilizava na Europa medieval para alcançar Compostela. Peregrinos procedentes dos países escandinavos, dos Países Baixos, do norte de França e principalmente da Inglaterra, Irlanda e Escócia chegavam por barco ao norte da Espanha, entrando na Galiza pelos portos de Ribadeo, Viveiro, Ferrol ou A Coruña. Estes dois últimos portos, situados num amplo golfo que os romanos denominaram Portus Magnum Artabrorum, consolidaram-se tradicionalmente como os pontos de partida das duas rotas alternativas do Caminho Inglês. Os navegantes chegavam a porto guiados pelo feixe de luz da Torre de Hércules, farol romano declarado Património da Humanidade em 2009.  

Uma vez em terra, ambas as alternativas confluem na paróquia de Bruma, pertencente ao município de Mesía, e chegam a Compostela depois de atravessarem terras de Cambre, Carral, Mesón do Vento, Ordes e Oroso, entre outras.

Pode haver recursos que não estejam georreferenciados e, portanto, não os está a ver.

Existem testemunhos documentais de peregrinações desde os países nórdicos ou das ilhas britânicas a partir do séc. XII. Assim, em 1147 desembarcou no porto de A Coruña uma esquadra de Cruzados que, no seu caminho para a Terra Santa e antes de tomar parte na conquista de Lisboa em apoio ao primeiro rei de Portugal na sua luta contra os árabes, fizeram escala em Santiago para visitar o sepulcro do Apóstolo. 

Entre os anos 1154 e 1159 um monge islandês chamado Nicolás Bergsson deixa constância escrita do primeiro itinerário marítimo desde a Islândia até o canal de Kiel, na fronteira entre a Dinamarca e Alemanha, e desde aqui a pé até Roma, a caminho de Jerusalém.  A partir de então esta será a rota seguida pela maior parte dos peregrinos procedentes dos países nórdicos no seu caminho até Santiago.

Posteriormente, durante a Guerra dos Cem Anos (séc. XIV - XV), foram os britânicos os que utilizaram os seus navios para chegar a Santiago; da sua presença dão testemunho as moedas e peças de cerâmica encontradas durante as escavações realizadas na catedral.

Outro facto que evidencia a importância da peregrinação britânica é a doação de oferendas tão importante como um retábulo portátil de alabastro, que reproduz cinco cenas da vida do Apóstolo Santiago, e que foi cedido à catedral pelo clérigo John Goodyear em 1456.

A origem dos peregrinos que percorriam esta rota é também documentada pelos registos de defunções que se recolhiam nos arquivos das capelas e cemitérios dos mosteiros e hospitais do caminho, entre os quais se destacam os pertencentes à Ordem Hospitalária do Sancti Spiritus, a que se somou a partir do séc. XIV a Ordem Franciscana.

 

Dia 1

A Coruña / San Xoán de Sarandóns (Aquelabanda) – Etapa 1 (23 km)

A variante do Caminho Inglês que parte de A Coruña começa na Igreja de Santiago fundada no início do séc. XIII. Desde aqui o caminho continua até à Porta Real e pela Avenida da Marinha, com as suas emblemáticas galerias que datam do séc. XIX, até chegar a Los Cantones. Percorrendo as ruas Sánchez Bregua e Linares Rivas alcança-se a praça de Cuatro Caminos, e continuando pelas ruas Fernández Latorre e Pérez Arda chega-se ao bairro de Eirís.
O caminho sai do município corunhês para entrar no de Culleredo pelo lugar de O Portazgo, seguindo depois pelo passeio marítimo de O Burgo, onde se pode admirar a igreja românica de Santiago e os moinhos do séc. XII de Acea de Ama. O caminho continua por Alvedro, atravessa a ponte medieval de A Xira sobre o rio Valiñas, e entra no município de Cambre pela paróquia de Sigrás, com a sua igreja românica, para continuar por Sobrecarreira e entrar no município de Carral pelo lugar de San Martín de Tabeaio, atravessando as localidades de Corpo Santo, Belvís, Sergude e Cañás. O caminho entra no município de Abegondo através dos núcleos de San Xoán de Sarandóns (Aquelabanda). 

Pode haver recursos que não estejam georreferenciados e, portanto, não os está a ver.

Perfil

Costa da Egoa
Carral / Etapa 1

Costa da EgoaEsta casa de aldeia está situada em plena natureza, nas margens do rio Abelleira, e era conhecida como a "Casa do Moleiro Francisco". A casa dispõe de 4 quartos duplos e 2 individuais, todos com quarto de banho, além de um salão e de uma sala de jantar. O estabelecimento está associado ao Eco-Museu Costa da Egoa - Moinhos de Batán, e permite desfrutar de um percurso pelo rio Abelleira, com 14 moinhos de água com represas e cascatas, unidos entre si maioritariamente por canais em pedra.

Dia 2

San Xoán de Sarandóns (Aquelabanda) / A Rúa – Etapa 2 (21.8 km)

Atravessando a localidade de O Rueiro alcança-se o município de Carral, passando por O Peito e As Travesas. Um pequeno trecho separa a localidade de Mesón do Vento do ponto quilométrico 42,702, pertencente ao termo municipal de Mesía, onde o itinerário se une à variante procedente de Ferrol, até chegar a Bruma. Deixando para trás Bruma e os restos do antigo hospital medieval de peregrinos, a rota conduz ao município de Ordes, passando por O Seixo, Cabeça de Lobo e atravessando a paróquia de Ardemil, para continuar até aos lugares de A Carreira, As Mámoas e A Carballeira. Ao passar pelo lugar de A Rúa, com a igreja de San Paio de Buscás, deixa-se para trás o moinho de Trabe e a ponte de O Cubo, continuando da direção de Outeiro de Abaixo por um sendeiro entre o arvoredo que conduz à igreja de San Xiao de Poulo em Outeiro de Arriba. O caminho prossegue até chegar ao pequeno núcleo de A Rua.

Pode haver recursos que não estejam georreferenciados e, portanto, não os está a ver.

Perfil

Antón Veiras
Ordes / Etapa 2

Antón VeirasEste estabelecimento, situado na aldeia de O Outeiro, é uma antiga casa de lavoura com mais de 250 anos de antiguidade. A estrutura original do edifício principal e do espigueiro anexo, restaurados com materiais naturais como a pedra, o barro, o granito e a madeira dão lugar a um conjunto acolhedor, expoente da arquitetura rural galega.

Dia 3

A Rúa / Santiago de Compostela – Etapa 3 (29.7 Km)

O caminho passa por Carballo, atravessando o lugar de Casanova de Pereiro até chegar à ponte de A Ponte Pereira, de possível origem medieval. Ao atravessar A Ponte Pereira o caminho penetra no bosque para atravessar o lugar de Carrás, zona de prados com numerosos mananciais, que fazem com que por vezes o caminho seja impraticável neste ponto. O percurso continua até ao lugar de Baxoia, antes de chegar a Sigüeiro, vila de origem medieval (séc. XII) e atual capital do município de Oroso. Já no núceo urbano da localidade, continua pela Rua Real para desembocar na ponte medieval sobre o rio Tambre. Cruzando a ponte, o caminho entra no município de Santiago e continua paralelo ao rio até a igreja de Barciela antes de alcançar a denominada "Fonte do Inglês". Passando o polígono do Tambre em direção a Meixonfrío, o caminho entra no núcleo urbano de Santiago pelo Cruceiro de A Coruña, passando diante do edifício administrativo da Xunta da Galiza e do monumento ao peregrino de Jose María Acuña, para continuar pelas ruas de A Pastoriza, Basquiños, e Santa Clara, com a monumental fachada barroca do Convento das Clarissas. Prosseguindo pela Rua Loureiros até à Porta da Pena, o caminho alcança a Praça de San Martiño Pinario. A rota continua pela Rua da Troia e enlaça com a Rua da Acibechería, na fachada norte da Catedral de Santiago.

Pode haver recursos que não estejam georreferenciados e, portanto, não os está a ver.

Perfil

Preço

A rota inclui 75 quilómetros que co Bono Iacobus a realizar em 3 dias/3 etapas. No final de cada etapa, o viajante é recolhido junto ao caminho e transportado em automóvel para um alojamento rural, no qual pernoitará após um merecido jantar caseiro, elaborado com produtos da zona.

De manhã, depois de um pequeno-almoço completo, o caminhante será levado novamente num automóvel até ao início da sua etapa seguinte.

Serviços opcionais:

  • Piquenique para a etapa de cada dia.
  • Transporte da bagagem em táxi.

Preço com jantar e pequeno-almoço incluídos:

  • 1 Pessoa (quarto individual) 195 € (IVA incluído)
  • 2 Pessoas (quarto duplo) 280 € (IVA incluído)

Bono Iacobus pode ser contratado ao longo de todo o ano, exceptuando o mês de Agosto e a Semana Santa, de forma individual, por duas pessoas, ou grupos.
Pode obter informação adicional sobre o Bono Iacobus através do número de telefone 902 190 160 / +34 981 568 521 (*) ou enviando uma mensagem de correio electrónico para info@galiciaincoming.com
(*) A comercialização é realizada através de agências de viagens legalmente autorizadas.

Como chegar a A Coruña

  • Opção A: Traslado Santiago – A Coruña em autocarro com frequência diária e diferentes horários.
    • Empresa de autocarros: MONBUS – Tel.: +34 902 292 900 -Web: www.monbus.es
    • Empresa de autocarros: ALSA - Tel.: +34 902 422 242 - Web: www.alsa.es
    • Estação de Autocarros de A Coruña: C/ Caballeros, s/n – Tel: +34 981 184 335
  • Opção B: Traslado Santiago – A Coruña em comboio com frequência diária e diferentes horários.
    • Caminhos-de-fero: RENFE - Tel: +34 902 240 202 - Web. www.renfe.es
    • Estação ferroviária de A Coruña: Avenida Joaquín Planells Riera, s/n. Tel: +34 902 432 343 - Web: www.adif.es

A informação sobre os dias de operação, horários e duração dos trajectos é apenas ORIENTATIVA e deve ser confirmada junto da empresa que presta o serviço.

Arriba