RÍA DO BARQUEIRO

Rias e praias
145

Posição

Coordenadas:
43º 44' 14.3" N - 7º 42' 03.8" W

Descrição

A Ria de O Barqueiro encontra-se muito bem delimitada, tanto a oriente como a ocidente. A oeste é flanqueada pela península de Bares, uma estreita franja de terra que se estende para o Oceano, onde constitui o seu vértice mais setentrional o Cabo de Estaca de Bares. Aqui, junto ao velho farol, encontra-se o primeiro parque eólico da Galiza. Perto, os velhos moinhos de água são um reflexo da sabedoria popular.
Desde o monte do Facho de Maeda, que se eleva a 331 metros, os amantes das caminhadas têm um mirante excepcional sobre o litoral cantábrico, que aqui tem o seu início. Se nos aproximarmos do lugar denominado Semáforo de Bares, uma antiga bateria costeira, podemos contemplar a foz da ria. Aos seus pés encontra-se Bares, pequeno e acolhedor porto marítimo com o seu peirao -molhe- ciclópico, cuja origem a tradição atribui aos fenícios e que, pelos restos arqueológicos encontrados, parece ser anterior à romanização (século I). Em frente, na zona oriental da foz da ria, situa-se a Ilha Coelleira, denominada Cunicularia na época medieval pela abundância de coelhos, e que actualmente é outro lugar privilegiado para contemplar a passagem das aves migratórias. No interior da ria os portos de O Vicedo e O Barqueiro dão uma nota colorida e de calor humano. Ao fundo, onde as águas do rio Sor se confundem com as águas do mar, encontram-se a ilha e o lugar de Negradas, um bom exemplo de aldeia camponesa.
A vila de O Barqueiro é uma das estampas mais belas do litoral cantábrico. Está situada num suave anfiteatro aberto pelo rio Sor. As casas apinham-se trepando pelas empinadas ladeiras, e todo o conjunto é de uma beleza extraordinária.

Arriba