RÍA DE RIBADEO

Rias e praias
186

Posição

Coordenadas:
43º 32' 00.9" N - 7º 02' 25.4" W

Descrição

A Ria de Ribadeo, onde desagua o Rio Eo, é a mais oriental das rias galegas, e une, mais do que separa, a Galiza das Astúrias. Com uma forma alongada que se estira de norte a sul, abrangendo os municípios de Ribadeo, na sua margem ocidental, e Castropol, na oriental.
As vilas de Figueras, Castropol e Vegadeo, na margem asturiana, e de Ribadeo, na galega, são o centro da vida das comarcas do Eo. Nelas se concentram as actividades comerciais e pesqueiras. Ribadeo é um compêndio de história, desde a época medieval aos nossos dias. Sede episcopal da diocese de Mondoñedo durante a Idade Média, no séc. XVIII a poderosa burguesia deixou a sua marca urbanística na Vila. O palácio do primeiro Marquês de Sargadelos, poderoso industrial, é hoje a casa consistorial. Na Casa do Patín instalou-se a Escola de Naútica no século XIX. Actualmente, a vila é o centro comercial mais importante do norte. Das suas magníficas praias destaca-se a praia As Catedrais, assim denominada devido à estrutura das suas falésias, que se assemelham a arcos botantes góticos.

Neste lugar, e depois de uma primeira impressão de uniformidade, esconde-se o mais espectacular conjunto de furnas -grutas- marinhas da Galiza. As arribas verticais unem-se a pétreas colunas que servem de ante-sala a uma infinidade de grutas, por vezes ligadas entre si por profundos corredores. Um lugar digno de visita, e que serve de pórtico entrada ou de epílogo excepcional para qualquer visitante que por aqui entra na Galiza, ou que dela se despede.
Arriba