ROMARÍA DA NOSA SEÑORA DA BARCA

Interesse Turístico
217
No Caminho de Santiago
Datas de realização: 07/09 - 10/09

Descrição

O santuário da Virxe de Nosa Señora da Barca é um dos locais de peregrinação mais antigos da Galiza. Conta a lenda que a Virgem chegou aqui para animar o Apóstolo Santiago no seu trabalho de evangelização num barco de pedra cujos restos se encontram entre os grandes cais graníticos que o mar banha ao pé do santuário. Uma delas é A Pedra dos Cadrís, que simboliza o bote por baixo do qual os romeiros passam nove vezes num ritual ancestral para curar os males reumáticos; outra, a que simboliza a vela, é A Pedra de Abalar, um cais que se balança por baixo dos pés com alguma paciência, embora a lenda diga que só a podem fazer oscilar as pessoas sem pecado e, a terceira, A Pedra do Temón, que simboliza o leme do bote. Atribuem-se propriedades curativas a todas elas.<br />
A romaria de Nosa Señora da Barca é uma das mais concorridas da Galiza e, como é habitual nelas, é um compêndio de religiosidade, ritos pagãos, comida campestre e festa. A partir do sábado, o caminho que leva ao santuário é uma contínua procissão de gente – muitas pessoas chegam a pé das suas localidades de origem – e vão-se colocando os postos da festa. Entre música de gaitas e pandeiretas, os romeiros saboreiam a sua comida campestre. A festa continua de noite na localidade e no domingo de manhã os devotos vão à missa ao ar livre no exterior do santuário e à procissão até à vila, onde se faz a bênção das águas e decorre uma ensurdecedora salva de foguetes e morteiros.
<strong>Destacado: </strong>É tradicional cumprir os ritos d’A Pedra dos Cadrís e d’A Pedra de Abalar, às quais se atribuem propriedades curativas."

Caminhos de Santiago

Caminho de Finisterra

Outras características

Religiosas
Festas Interesse Turístico Festas de interesse turístico nacional
Arriba
Ajude-nos a melhorar!