OS ANCARES

Espaços naturais
769

Posição

Lugo

Becerreá | Cervantes | Navia de Suarna

Coordenadas:
42º 50' 12.5" N - 6º 55' 30.6" W

Descrição

Feitiços de montanha
Ancares é o nome original do rio que emprestou a sua sonoridade às montanhas mágicas entre a Galiza e León. Exercem o seu magnetismo desde longe, prendidas de horizontes a dois mil metros escassos. Entra-se nelas com um especial estado de admiração e respeito, por caminhos que procuram os cumes colados a estreitos e profundos vales.
Nas povoações mais altas descobriremos as palhoças, ancestrais construções de planta circular e tecto de junco. Pensa-se que as formas curvadas se inspiram nos cumes das montanhas, suaves e agrestes.
Todos os rios que descem pela vertente galega procuram o Navia, que cinge completamente o espaço protegido pelo oeste e conduz as águas para o Cantábrico. Um bom exemplo é o belo vale lavrado pelo rio Ser ou as gargantas do rio Rao, no município de Navia de Suarna. A vertente leonesa, ao contrário, desagua para o sul, na bacia do Sil.
A declaração dos Ancares como Reserva da Biosfera na Galiza e Castilla e León supõe a incorporação, como unidades da próxima Gran Cantábrica, de uma sucessão de espaços naturais de alto valor ambiental no Norte da península. O urso pardo, símbolo mais reconhecido, tem também este extremo de Lugo como uma zona de passagem.

Acesso

Auto-estrada A-6 e N-VI até Becerreá. A estrada LU-722 comunica com A Pobra em Navia de Suarna e possui os principais desvios em direcção à serra.

Situação

Este da província de Lugo limítrofe com León. Inclui os municípios de Cervantes, Navia de Suarna e parte do município de Becerreá.

Superfície

Os Ancares de Lugo: 53.664 hectares. Os Ancares de León: 56.786 hectares nos municípios de Candín, Peranzanes, Vega de Espinareda e Villafranca del Bierzo.

Servizos

Alojamento: Sim.
Refeições: Sim.

A não perder

A principal via de acesso aos Ancares parte da vila de Becerreá até Liber, onde se oferecem três possibilidades por estradas da rede secundária e local. Em direcção a norte, seguindo o curso do rio Navia chegamos a A Proba, capital do município de Navia de Suarna. O município conta com um amplo património artístico e cultural representado pela pitoresca estampa do castelo medieval e a ponte românica de um único arco construído em ardósia. Porém, também se destacam os vinte e cinco castros localizados, como os de Cantón e Cabanela unidos por um corredor de 300 metros; quatro campos de túmulos; as alçadas que eram antigas povoações de Verão em zonas elevadas como Bismor ou Tesón; “cortíns” ou “alvarizas” de colmeias para protegê-las do urso; palhoças, etc.
O segundo itinerário desde Liber em direcção ao sul leva-nos até Degrada, quer pela capital municipal de Cervantes em San Román, quer por Doiras e o castelo inexpugnável pela execução da construção pétrea e situação numa colina de difícil acesso sobre o rio. O castelo, de propriedade privada, também é famoso literariamente pela lenda da mulher cerva, a filha de um pobre encantado por um “mouro” (personagem recorrente na mitologia popular galega) e caçada tragicamente pelo irmão.
Em Degrada está o albergue dos Ancares e o Centro de Interpretação. Desde aqui parte a rota a pé de dificuldade médiaalta que conduz à Campa de Três Bispos (1.795 m). Não obstante, o itinerário mais transitado continua pela sinuosa estrada até à aldeia do Piornedo. De obrigatória visita são as palhoças, moradias circulares de ancestral origem habitadas até ao século XX. Algumas abrem ao público como museus deste passado bem guardado na memória familiar dos proprietários.

Natureza senlleira

O monte baixo cobre grande parte dos sopés orientais. Importantes colónias arbustivas pela produção de bagas como azevinhos e arandos. Abundam os castanhais e carvalhais.
Quanto à fauna é necessária uma menção às espécies emblemáticas que não se encontram noutras partes da Galiza como o urso pardo ou o galo do monte, que teve aqui os últimos exemplares da comunidade. Proliferam os javalis, corços, cervos e coelhos.

Información e equipamentos

Instituto Lucense de Desenvolvemento Económico e Social (INLUDES)
C. Interp. Xestión da Reserva Nacional de Caza dos Ancares e Aula da Natureza
Telefone: +34 982 227 812
Direção: Campo da Braña

Outras características

Observação de pássaros
Zona Protecção do Urso Pardo
Zona ZEPA

Plano

Natureza Espaços naturais ZEC - Rede natura 2000
Arriba