Visualizacion: intro
Plantilla: miradoiros

VALES, RÍOS E MONTAÑAS

De Montederramo a Manzaneda... através do Maciço Central Ourensano
Cando vamos a Cabeza Grande,
Cabeza de Manzaneda.
Miña Galicia querida.
Ese é o Ceo da terra.
Música folclórica

O trânsito pelo Maciço Central ourensano é uma experiência para os sentidos. As impressionantes vistas das montanhas, as cores da sugestiva vegetação e o compasso do silêncio permitem fazer um passeio relaxante por algumas das paisagens mais bem preservadas da Galícia. Pequenos povoados pontilhados em um território de extraordinários valores naturais e que também possui a única estação de montanha na Galícia: Manzaneda.

Descarga a ruta
Montederramo
Montederramo

O Maciço Central é uma sucessão de montanhas que atravessam a província de Ourense. Os vales da encosta norte oferecem caminhos admiráveis entre prados e sobre um manto de azevinho, carvalhos e bétulas que sobem as encostas até os cumes rochosos das montanhas de San Mamede, Burgo, Queixa e Cabeza de Manzaneda. Eles não são as montanhas mais altas da Galícia, mas sua beleza está fora de dúvida.

Montederramo é o começo ideal para este passeio. Sua acolhedora praça central está articulada ao redor do mosteiro de Santa María, jóia arquitetônica confluência de vários estilos. Logo após a partida, se encontrará o desvio para "O Bidueiral" de Montederramo, uma grande concentração de bétulas (Betula alba) como uma floresta nórdica, mas no sul da Galícia.

De Montederramo à represa de Queixa
Queixa

Seguindo o curso do rio Mao, encontramos povoados perfeitamente integrados nas paisagens de gado de Bocage, com suas antigas bordas de pedra e muros vegetais. No fundo, a Serra de San Mamede muda de acordo com a época do ano.

Passando San Fiz, em uma curva da estrada, o vasto vale de Queixa abre diante do viajante com a serra com o mesmo nome como fundo cênico típico de um palco. A estrada então corre ao redor da represa de Queixa, superando-a pela parede da barragem.

De Chandrexa de Queixa a Manzaneda

As terras de Chandrexa de Queixa nos levam até Manzaneda, a única estação de montanha da Galícia onde podemos praticar atividades relacionadas à neve.

Cabeza Grande de Manzaneda (1.781 m) é uma das montanhas de referência da geografia galega, sendo a altitude máxima do Maciço Central ourensano fazendo parte de um cordão que faz fronteira com o vale do río Bibei.

De Cabeza de Manzaneda à vila de Manzaneda

A descida para o povoado de Manzaneda permite vistas de uma nova encosta, especialmente do mirante de Chaira das Lamas. No âmbito de uma paisagem montanhosa, destacam-se os arbustos e pastos extensivos para o pastoreio, uma prática de uso histórico na área. A descida da cota de altitude permite a presença dos primeiros bosques, com exemplares míticos como o Castiñeiro de Pumbariños no Souto de Rozavales.

A cidade fica em uma planície e preserva a morfologia da era medieval e parte da muralha defensiva. A Porta da Vila (século XII) é o principal vestígio desse sistema de proteção com mais de 400 metros de comprimento. A partir daqui, a calle de la Iglesia ou a calle del Medio articula a cidade medieval de vias estreitas e bem cuidadas, levando à igreja de San Martiño.

O sistema defensivo foi completado com o castelo, que hoje permanece sendo usado como mirante. A revolta Irmandiña significou o fim da torre medieval, de modo que o castelo foi reconstruído no século XVI, sob o mandato dos Condes de Ribadavia. A nova construção incluiu uma prisão conhecida como Cárcere dos Sarmiento para a linhagem dos condes, agora convertida em um centro cultural.

Você não pode perder

O mirante de Queixa

O trânsito tranquilo pelo município de Montederramo se aproxima da rota para San Fiz, de onde desde se percebem as encostas da serra de Queixa. Mas este pequeno povoado esconde uma surpresa para o viajante quando, sem aviso prévio e após várias curvas, o vale do rio Queixa se abre com a imponente vista das montanhas ao fundo, estabelecendo um ponto de observação fantástico do mirante de San Fiz.

O macizo de Manzaneda marca a paisagem desse setor de relevo complexo. A serra de Queixa se estende por cumes acima de 1.700 metros (Seixo, Sistil Branco) alinhados com Cabeza Grande de Manzaneda e alternando com o vale do rio Queixa, uma depressão do rio que foi usada para estabelecer uma represa, inaugurado em 1953.

A Serra de Queixa, com base de granito, apresenta a partir deste ponto várias ondulações causadas pela ação do rio. A forte inclinação e as condições climáticas fixaram a população nos vales dos rios, como ocorre nos arredores da represa de Queixa, mantendo atualmente uma notável atividade pecuária que se traduz em paisagens bem conservadas.

Arriba
Ajude-nos a melhorar!