Turgalicia Turismo de Galicia

Xunta de Galicia
Início > Viva estas… experiências > Rota da camélia > Experiencias > Acrescentar a "A Minha viagem"

Rota da camélia

Camélias a dormir em... paços

É em Padrón que começamos esta rota, a qual nos leva a Santiago de Compostela e aos paços mais emblemáticos até Pontevedra e Soutomaior. Além dos seus jardins, usufruiremos da sua história e da sua gastronomia.

Isto interessa-lhe!

  • Ponto de início: Padrón
  • Ponto final: Soutomaior
  • Jornadas: 4
A presença destacada da camélia, uma das flores mais emblemáticas dos jardins palacianos da Galiza, confere-lhes beleza e uma acentuada personalidade

Propomos-vos um passeio para entrar em contacto com a pedra mais nobre da Galiza, a dos seus paços, e com todo um universo vegetal concentrado nos seus bosques e jardins.
Nos mesmos, as espécies autóctones e exóticas convivem entre tanques, fontes e cascatas.
E jogam em composições geométricas, ao estilo francês, ou ficam envoltas numa aparência agreste, mais inglesa.

Mais informação...
- Paço de Lestrove. www.pazodelestrove.com
- Paço de São Lourenço. www.pazodesanlorenzo.com
- Paço de Santa Cruz de Ribadulla. Telefone: 981 512 011
- Paço de Oca. Telefone: 986 587 435
- Paço de Rubiáns: www.pazoderubianes.com
- Quinta d’A Saleta. Telefone: 986 872 323
- Paço de Lourizán. Telefone: 986 805 000
- Castelo de Soutomaior: www.hotelpousadadelcastillo.com

 

Percurso – 1º dia

Os jardins de Padrón

 

Ampliar

Os nobres jardins da Galiza são espaços que se prestam para passear calmamente e para conversar.

Podemos começar o nosso percurso em Padrón, vila de importância literária e de tradição jacobeia, dentro da comarca do Sar, a sul da província da Corunha. Para usufruir com calma destes cenários, sugerimos-vos que cheguem logo no início da tarde para procurar hospedagem na localidade ou nos seus arredores, onde se poderão encontrar hotéis, pensões, casas rurais e paços convertidos em alojamentos turísticos.

No Jardim Botânico-Artístico convivem 300 espécies diferentes

Depois de acomodados, podem dirigir-se ao Jardim Botânico-Artístico, declarado Bem de Interesse Cultural com categoria de Jardim Histórico em 1946. Está situado ao pé da estrada nacional na sua passagem por Padrón, na Avenida de Compostela.

O seu desenho faz lembrar a moda francesa, a qual foi incluída nas características dos paços galegos. Está rodeado por uma grelha de ferro forjado ao estilo do século XIX, a qual aumenta o ar romântico que lhe é concedido pela sua frondosidade. A entrada conduz-nos ao principal corredor de bananeiras, o qual ajuda a fazer a distribuição dos caminhos e das diversas áreas nas quais o jardim se divide.

O jardim possui uma sequoia vermelha,
uma árvore do amor e
uma palmeira do Senegal

Aqui, convivem trezentas espécies muitas exóticas e algumas únicas em Espanha, em apenas um hectare de terreno. Destacam a sequoia vermelha, que representa o teto vegetal do jardim, ao lado da estátua do trovador medieval Macías ou Namorado, a árvore do amor, cujos ramos espinhosos se enredam formando a coroa de Cristo, ou a palmeira do Senegal, que proporciona as palmas para o Domingo de Ramos. Se a nossa visita for invernal, usufruiremos do colorido das suas camélias e, se for no início do verão, da fragrância das gardénias.

O Paço de Lestrove tem cinco hectares de terreno ajardinado

Muito perto do centro da vila, seguindo a Rua do Carme e depois de atravessar a ponte sobre o rio Sar, há outro destino interessante devido à sua arquitetura e espaços naturais, os quais se prolongam por cinco hectares de terreno ajardinado. É o Paço de Lestrove, um edifício originário do século XVI que serviu de mansão de recreio aos arcebispos compostelanos e que hoje em dia é um hotel-monumento com categoria de quatro estrelas.
Também é conhecido por Paço Anjo da Guarda devido à invocação da sua capela. Sugerimos-vos que nela entrem para ver uma impressionante talha de tamanho natural da Dolorosa, obra do escultor Ferreiro. Outro dos elementos que mais encanto tem é uma fonte de pedra de três alturas coroada com um Santiago peregrino, que nos dá as boas-vindas do pátio da entrada.

Os afamados pimentos de Padrón

Ao terminar o percurso, podem jantar no restaurante do paço ou optar por o fazer no Padrón. Nos restaurantes, casas de petiscos, tabernas e tascas tradicionais da zona histórica não faltam os produtos da mesa tipicamente galega. Aqui, o protagonista é o pimento de Padrón da Denominação de origem Protegida Pemento de Herbón, pelo qual este município é conhecido e este é o dito que acompanha a sua degustação: “Uns debicam e outros não”.
Partilhe-me em...

A minha viagem

A miña viaxe

Preparando a viagem...

Armazene toda a informação necessária para organizar a sua viagem: museus, monumentos, locais de interesse, alojamentos, restaurantes...

Depois de o fazer, poderá ver o plano do seu itinerário, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS

Durante a viagem...

Já está a usufruir da Galiza. Aqui poderá consultar o plano da sua rota, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS. Se dispuser de um telemóvel com GPS, poderá ver a sua localização no mapa.

Despois da viagem

Agora que regressou, poderá anotar o que lhe pareceu aquilo que visitou e, também, marcar aquilo que não pôde ver, para não se esquecer da próxima!

Entrar
Xunta de Galicia Turismo de Galicia

© 2013 Turismo de Galicia | Todos os direitos reservados
Política de privacidade | Contacto | Accesibilidade

Acima