Turgalicia Turismo de Galicia

Xunta de Galicia
Início > Visite estes... destinos > Cidades > Ourense > Acrescentar a "A Minha viagem"

Cidade de Ourense

Ourense é a cidade da água. Oito pontes atravessam o rio Minho, que no tempo dos romanos era uma mina de ouro. Agora já não há ouro mas sim umas águas muito valiosas: as águas termais. Há-as por toda a cidade e muitas são gratuitas. Como as termas de A Chavasqueira à beira-rio, onde poderá ter o prazer de tomar um banho Zen. As águas brotam também a 65º em pleno centro, na fonte d'Burgas, que com o Santo Cristo e a Ponte Romano, são os símbolos da cidade.

Mas, além disso, Ourense tem uma original Praça Mayor... inclinada, e uma zona histórico rica em igrejas e capelas. O Pórtico do Paraíso da Catedral conserva ainda a sua policromia original do século XIII. E na Capela de San Cosme e San Damián, uma curiosidade desconhecida pelos visitantes: aqui e exposto durante todo o ano o presépio mais surpreendente que jamais viu.

E se quiser animação, não se preocupe. Se há alguma coisa de que os ourensanos gostam é de sair à rua. 

 

 

Ampliar
  • Alameda do Concello

    Alameda do Concello

    O arquiteto Vázquez Gulías transformou no séc. XIX a medieval horta municipal num parque no qual edificou uma série de construções modernistas.

  • As Burgas

    As Burgas

    Conjunto de três fontes de águas termais e mineromedicinais que emanam a 67º (Burga de Abajo, neoclássica do séc. XIX; Burga de Arriba, construção popular do séc. XVII; e Burga de en Medio, construção moderna).

  • Capela de Nosa Sra. dos Remedios

    Capela de Nosa Sra. dos Remedios

    Século XVI. Fundada para proteger os viajantes dos ataques dos ladrões.

  • Capela de San Cosme e San Damián

    Capela de San Cosme e San Damián

    Pequena capela e hospital anexo. Estilo plateresco. No Natal, expõe o Presépio de Arturo Baltar.

  • Catedral de San Martiño

    Catedral de San Martiño

    Templo românico tardio com elementos góticos e aspeto de fortaleza.

  • Convento de San Francisco

    Convento de San Francisco

    Claustro de transição românico-gótico, de colunas gémeas com capitéis historiados.

  • Igreja dos Franciscanos

    Igreja dos Franciscanos

    Séc. XIV, construída no alto da cidade, onde permanece o claustro, e transportada para o parque de S. Lázaro em 1923. Interessante fachada com rosácea e pórtico de três arquivoltas.

  • Igreja de Santa Eufemia

    Igreja de Santa Eufemia

    Antiga igreja dos jesuítas. Estilo barroco galego. Séc. XVII-XVIII. Vistosa fachada côncava.

  • Igreja de Santa María Madre

    Igreja de Santa María Madre

    Originalmente românica embora reconstruída no séc. XVIII ao estilo barroco. No pórtico, conserva quatro colunas de mármore do sec. VI. É o sítio original onde se situou a primeira catedral de Ourense.

  • Igreja de Santo Domingo

    Igreja de Santo Domingo

    De estilo renascentista. Interessantes retábulos barrocos no interior.

  • Igreja da Trinidade

    Igreja da Trinidade

    Construída entre o fim do séc. XII e o início do XIII, embora com reformas nos sec. XV e XVI. Possui duas torres que lhe dão ar de fortaleza. Cruzeiro plateresco no átrio (sec. XV).

  • Museu Arqueológico

    Museu Arqueológico

    Românico séc. XII, um dos poucos edifícios civis deste período existentes em Espanha.

  • Paço Oca-Valladares

    Paço Oca-Valladares

    Atual sede do Liceu de Ourense. É um dos melhores exemplos de arquitetura palaciana renascentista existentes na Galiza. Séc. XVI. Possui um belo pátio de colunas com uma fonte de mármore ao centro.

  • Praça do Ferro

    Praça do Ferro

    Antigo mercado de utensílios de lavoura, quinquilharia e potes. Com uma fonte barroca ao centro. Num dos seus laterais, ergue-se a Casa dos Boán (séc. XVII).

  • Praça da Magdalena

    Praça da Magdalena

    Do séc. XV ao XIX foi usada como cemitério e, portanto, conserva algumas lápides numa lateral. Mais tarde funcionou como mercado. Possui ao centro um esbelto cruzeiro barroco.

  • Praça Maior

    Praça Maior

    De forma irregular, casas com galerias e varandas dos séc. XVIII e XIX.

  • Praça do Trigo

    Praça do Trigo

    Antigo mercado onde se vendia cereal. Num dos lados encontra-se a casa dos Temes (séc. XVIII).

  • Ponte do Milenio

    Ponte do Milenio

    Inaugurada em 2001. Combina betão e aço numa original forma curva. Passarela pedonal que chega a elevar-se 22 m acima do solo, tornando-se num excecional miradouro.

  • Ponte Vella ou Maior

    Ponte Vella ou Maior

    De origem romana, da qual só restam alguns silhares almofadados na base. Reconstruída no séc. XIII, embora a traça atual seja do séc. XVIII.

Não pode perder…

Destacado

  • Ponte Vella

O visitante de Ourense deve impregnar-se com a essência da cidade, ou seja, com o elemento que originou o assentamento, as águas termais.

A área termal d’A Chavasqueira-Outariz oferece uma oportunidade insuperável de aproveitar as virtudes das águas mineromedicinais quentes que brotam das diversas burgas existentes no espaço da cidade. Para tal, pode percorrer-se o Passeio Termal, que percorre a margem direita do rio Minho, começando no Campo da Feira e acabando em Outariz.

Ao longo de três quilómetros, temos acesso a quatro estações termais. A primeira é A Chavasqueira, com piscinas de água quente mineromedicinal (emana a 41º), de uso público, e o complexo privado de inspiração japonesa Termas da Chavasqueira. A quinhentos metros, encontra-se a Fonte de águas termais d’O Tinteiro, com boas propriedades para problemas dermatológicos, e que emana a 43º. Seguindo o caminho feito pela Câmara Municipal, a dois quilómetros d’O Tinteiro aparece a Burga do Muíño das Veigas (as águas emanam a temperaturas entre 65 e 72º), que dispõe de quatro piscinas termais públicas. O itinerário termal termina em Outariz, onde se encontram quatro piscinas muito semelhantes às d’A Chavasqueira, com água que emana a 61º para as doenças reumáticas e artríticas.

O espaço no qual o passeio se desenrola é invejável, com as margens do rio Minho recuperadas, acondicionadas e de grande valor natural. Este conjunto, com piscinas públicas ao ar livre e ambientes privados, está aberto em qualquer época do ano.

Propomos-lhe estes planos...

ver mais...
Partilhe-me em...

A minha viagem

A miña viaxe

Preparando a viagem...

Armazene toda a informação necessária para organizar a sua viagem: museus, monumentos, locais de interesse, alojamentos, restaurantes...

Depois de o fazer, poderá ver o plano do seu itinerário, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS

Durante a viagem...

Já está a usufruir da Galiza. Aqui poderá consultar o plano da sua rota, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS. Se dispuser de um telemóvel com GPS, poderá ver a sua localização no mapa.

Despois da viagem

Agora que regressou, poderá anotar o que lhe pareceu aquilo que visitou e, também, marcar aquilo que não pôde ver, para não se esquecer da próxima!

Entrar
Xunta de Galicia Turismo de Galicia

© 2013 Turismo de Galicia | Todos os direitos reservados
Política de privacidade | Contacto | Accesibilidade

Acima