Turgalicia Turismo de Galicia

Xunta de Galicia
Início > Viva estas… experiências > Caminho de Santiago > Acrescentar a "A Minha viagem"
Cabo Finisterra

DESTACADO

Cabo Finisterra

O "finis terrae". Porque razão alguém viria ao fim do mundo?

Costa da Morte

GEODESTINO

Costa da Morte

Era aqui que se encontrava o fim do mundo, o "Finis Terrae" dos romanos. Mais concretamente, o cabo Finisterra, um lugar fascinante...

Caminho de Santiago

Caminho de Finisterra em bicicleta

Um percurso de bicicleta pela única rota jacobeia com origem em Compostela. Termina em Finisterra, o “fim do mundo” onde os peregrinos vinham desde a antiguidade para contemplar o espetáculo de ver o sol cair no Atlântico. Um Caminho para desfrutar da paisagem, do património artístico, da gastronomia e do mar.

Interessa!

  • Ponto de partida: Santiago de Compostela
  • Ponto de chegada: Finisterra
  • Dias: 4
Um caminho cheio de lendas, mitos, história e tradição, de verdes paisagens e povoações marítimas da Costa da Morte.
Um caminho para desfrutar da paisagem, do património artístico, da gastronomia e do mar.

Propomos percorrer de bicicleta a única rota jacobeia que não acaba, mas sim começa, em Santiago de Compostela. A rota termina em Finisterra, um verdadeiro fim do mundo para os peregrinos que vinham contemplar o grandioso espetáculo de ver o Sol descer sobre o Atlântico. Um Caminho cheio de lendas, mitos, história e tradição, de verdes paisagens e povoações marítimas da Costa da Morte.

Mais informação...
-Catedral de Santiago. www.catedraldesantiago.es
-Albergue de Santiago de Olveiroa. Telefone: (+34) 658 045 242
-Albergue de Peregrinos de Finisterra. Telefone: (+34) 981 740 781
-Castelo de São Carlos. Museu de Pesca de Finisterra: aberto das 10:30 às 13:30 e das 16:00 às 19:00

 

Percurso – 1º Dia

Santiago como ponto de partida

 

Ampliar

Sugerimos chegar a Santiago de Compostela pela tarde. A cidade, aberta e hospitaleira, oferece vários tipos de alojamento: albergues, hotéis com encanto e hotéis rurais, hostels ou pensões. A grande joia é o Parador do Hostal dos Reis Católicos.

A visita obrigatória à catedral

O primeiro encontro com a catedral a partir da Praça do Obradoiro é emocionante. A praça ganhou o seu nome porque durante quase 100 anos esteve em obras e era aqui que os canteiros, que picavam dia após dia o granito para a construção, tinham as suas oficinas (obradoiros). Graças a estes trabalhadores, hoje sentimo-nos maravilhados pela majestosa fachada barroca, construída entre os séculos XVII e XVIII, que é presidida pela figura do Apóstolo Santiago vestido de peregrino com capa e bastão.

O Apóstolo está representado em todos os edifícios que circundam a praça. Pode-se identificá-lo como um guerreiro montado no seu cavalo branco, como Apóstolo ou como Santo Peregrino. Para encontrá-lo, devem procurar na fachada neoclássica do Paço de Raxoi, na do Hostal dos Reis Católicos e na do Paço de San Xerome.

O Pórtico da Glória,
talhado pelo Mestre Mateo,
é uma obra-prima do românico espanhol
Para conhecer o interior do templo, subimos pela sua magnífica escadaria, que na verdade são duas, uma dentro da outra. Ao entrar vemos primeiro o famoso Pórtico da Gloria, obra-prima do românico espanhol, talhada pelo Mestre Mateo. O pórtico é formado por três arcos, cujas esculturas interpretam de maneira simbólica a Jerusalém celestial.
Encontra-se de novo o Apóstolo Santiago na coluna central de mármore, onde se representa a genealogia de Cristo e são visíveis, a meia altura, as marcas que deixaram as mãos dos peregrinos que tradicionalmente se apoiavam no pilar. Um dos ritos mais praticados é o abraço ao Apóstolo no camarim do Altar-Mor. Depois, iremos parar perante as suas relíquias, guardadas numa urna de prata que se encontra na cripta.

Um passeio pelo centro histórico de Compostela

Aconselhamos que dedique o resto da tarde a explorar o centro histórico de Santiago, declarado Património da Humanidade. Deixe que a pedra elevada à categoria de arte o surpreenda. Depois de contemplar as restantes fachadas e praças que rodeiam a catedral, sentir-se-á cativado pelas ruas de origem medieval, como a Rua Nova e a Rua do Vilar, o Preguntoiro, as Algalias (de Arriba e de Abaixo) ou Casas Reais. E conhecerá o encanto de praças como a do Toural ou Cervantes.

Provar tapas pela Rua do Franco e A Raíña

Por ser a primeira noite em Santiago, sugerimos que opte pelas típicas refeições galegas. Assim desfrutará de alguns dos pratos considerados imprescindíveis desta gastronomia, como o polvo à feira, carne ao caldeiro, empanada, raxo, zorza, ou orelha de porco; mariscos das rias galegas como mexilhões, berbigões e amêijoas; ou produtos da época como os pimentos de Padrón ou as xoubas (sardinhas pequenas). Poderá degustar todos estes manjares nas diversas tabernas e restaurantes da zona antiga. A Rua do Franco e A Raíña concentram a maioria destes estabelecimentos.
Partilhe-me em...

A minha viagem

A miña viaxe

Preparando a viagem...

Armazene toda a informação necessária para organizar a sua viagem: museus, monumentos, locais de interesse, alojamentos, restaurantes...

Depois de o fazer, poderá ver o plano do seu itinerário, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS

Durante a viagem...

Já está a usufruir da Galiza. Aqui poderá consultar o plano da sua rota, guardar informação em PDF ou exportar as suas localizações em GPS. Se dispuser de um telemóvel com GPS, poderá ver a sua localização no mapa.

Despois da viagem

Agora que regressou, poderá anotar o que lhe pareceu aquilo que visitou e, também, marcar aquilo que não pôde ver, para não se esquecer da próxima!

Entrar
Xunta de Galicia Turismo de Galicia

© 2013 Turismo de Galicia | Todos os direitos reservados
Política de privacidade | Contacto | Accesibilidade

Acima